domingo, 30 de novembro de 2008

os aniversários de Marilyn - Pt.1

ela entrou no metrô, com os olhos vermelhos, a roupa cheirando a cigarros, a maquiagem borrada, falando alto. feliz? não, alegre.
sentou-se do meu lado, descobri seu nome, Marilyn. descobri porque ela me disse:
- prazer, Marilyn. - me deu a mão direita. as unhas vermelhas sujas de asfalto. a mão esquerda segurava os saltos.
- olá - eu disse. ela olhou pra frente, continuou:
-hoje eu faço 25 anos! me dê os parabéns!
eu dei as congratulações. ainda com o pé atrás.
- o que você tem a ver com isso, né? você nem me conhece. mas você é um gatinho. - passou os dedos em minha boca. poderia ter continuado, se não tivesse vomitado em minha camisa de linho branco. fui tomado por uma raiva enorme. matei-a. tive todos os pensamentos mais sadomasoquistas e sombrios com ela. a matava lentamente enquanto ela pedia perdão pelos pedaços de comida no meu colo. e eu só dizia "tudo bem..." como um cidadão civilizado, politicamente correto faria. eu disse:
- onde você vai desembarcar?
- não sei, não lembro.
- vamos para a minha casa.

2 comentários:

Ana Lívia de Moraes Rodrigues ♥ disse...

acho que eu gastei horas lendo seu blog e nem percebi o tempo passar, do tanto que eu gostei do que eu encontrei =)

Jefferson disse...

marilyn?
XD