terça-feira, 7 de julho de 2009

Aprendizagem

é, minha gente, acabou.
por muito tempo, eu esperei por isso.
mas agora, eu não tenho certeza se era isso mesmo que eu queria.
primeiro, vencemos cinco leões cada um, superamos obstáculos, nos esforçamos, cansamos nossa mente, vencemos a primeira batalha. Entramos.
Por dois anos, passamos por bons e maus momentos. Brigamos, choramos, pensamos, colamos, conversamos, discutimos, bagunçamos, estudamos, rimos, brincamos, e etecétera. Não foi fácil.
Tirei zero em CNC. Fiquei puto. Fiz quatro recuperações de elétrica. Fiquei puto. Fui zoado por minha "excentricidade". Fiquei puto. Levei um fora. Fiquei puto.
Até que então, acabou a fase escolar e entramos na fase prática.
Acordamos mais cedo, tivemos sono, não conhecíamos ninguém, tivemos medo.
Aprendemos a respeitar os mais velhos, aprendemos a suportar os mais velhos, aprendemos a entender que as pessoas não pensam como nós.
Passamos por altos e baixos, literalmente.
Ouvi vinte mil reclamações pra dois elogios. Fiquei puto. Fui zoado pela minha excentricidade [2]. Fiquei puto. Ouvi alguém dizer coisas que me deixaram magoado. Coisas que me fizeram desacreditar na classe. Fiquei puto.
Foram três anos de pura convivência. Sendo um com o outro, sendo eu comigo mesmo. Sendo eu com um velho alcoólatra. Eu sei que um leigo diria: "tudo isso pra quê? estamos indo embora agora, não cumprimos com o verdadeiro objetivo, não cumpriram metade das promessas que nos fizeram, não teremos mais dinheiro pra nossas coisas. estamos mal-acostumados."
Eu seria um pouco mais sábio pra poder dizer:
"eu convivi. eu aprendi."

Minha razão está feliz, mas meu coração está triste. Sei que tem alguns que deram valor, se esforçaram, foram até o fim enquanto eu caminhava devagar, às vezes até empurrando com a barriga. E é por estes que eu estou triste. Mas saibam que todos nós aprendemos coisas boas que não se ensinam em instituições, e que usaremos, com certeza, para a vida toda.
Obrigado.

Um comentário:

blogdogalila disse...

Mano, muito bom o texto!
Curti.

Pode crer, nesses 3 anos ai, desde que soube que tinha passado no senai minha vida mudou bastante, deixei de ser um "vagabundo" para ser o garoto esforçado e trabalhador que dormia pouco mas (sobre)vivia, xD.
Acho que apesar de no final não ter dado certo da gente ser efetivado lá, nada do que fizemos foi em vão. Depois de 3 anos, mais do que aprender o que é um torno e uma fresa, ou que insistem em ensinar polagada no senai sendo que nunca usaremos essa porra, aprendemos muita coisa que realmente é meio dificil de aprender ai fora, por outros caminhos...
Primeiro, acho que cada um de nós provou ser guerreiro, tanto por seguir em frente sempre, sem desistir apesar de tudo, dormindo pouco, vivendo com as diferenças, tendo que comer fritada mista no C(rsrs) e não batendo no Gualassi e no Thiago (vulgo Lhama), rsrs.
Também saimos de lá com amizades que creio que alguns manterão para o resto da vida. Além é claro da vivência como "colaborador".

Ah, cansei de escrever, to sem inspiração, mas no final das contas, resumindo: Valeu a pena.

Abraço.